Ricardo Teobaldo diz “Quem pode ser contra o Governo?”

segunda-feira, 4 de maio de 2009 |

A estratégia do Palácio das Princesas de cooptar o máximo possível das bases da União Por Pernambuco até 2010 foi deflagrada nos bastidores da maratona que o governador Eduardo Campos (PSB) iniciou, ontem, pelo agreste setentrional. Para seduzir os prefeitos, o Governo investe cada vez mais em obras, projetos de parceria e repasse de dinheiro. A medida tem caído como uma luva em um ano de crise e redução do Fundo de Participação dos Municípios. Dos 15 municípios inclusos na rota, cinco têm prefeitos filiados a partidos da oposição - Limoeiro, Orobó, Vertentes, Frei Miguelinho e Bom Jardim. Em tese, eles deveriam combater o governador. Em tese. Na prática, apenas Lula da Capivara (DEM), de Frei Miguelinho ainda não sinalizou apoio aos socialistas. “Mas se a gente apertar, ele muda de lado”, aposta, em reserva, um graduado palaciano.

Prefeito deste município, Ricardo Teobaldo (PSDB), ligado ao senador Sérgio Guerra (PSDB), comportou-se como um aliado de primeira hora de Eduardo Campos. Durante toda a agenda em Limoeiro, ele trocou afagos com o governador e preparou uma recepção de gala para Eduardo, com direito até a banda marcial tocando o hino de Pernambuco. Nos bastidores, já se sabia da aproximação do tucano com o Palácio. Ontem, entretanto, Teobaldo tornou público que votará em Eduardo Campos na eleição do ano que vem. “Quem pode ser contra um governo que está fazendo as mudanças em Limoeiro”, discursou o prefeito, em ato realizado em uma escola da cidade.

Os motivos que levaram à mudança de lado foram administrativos, garantiu Ricardo Teobaldo. A migração do tucano, porém, foi costurada por seu irmão, o secretário de Habitação do Recife, José Humberto Cavalcanti, que acumula o cargo de secretário-geral do PTB em Pernambuco.
De acordo com Ricardo Teobaldo, a única coisa que o governo Jarbas Vasconcelos (PMDB) fez pela cidade foi construir um presídio. “Um presídio superlotado foi o presente que foi dado a Limoeiro (em oito anos)”, criticou Teobaldo. “Em seis meses, Eduardo garantiu reforço policial”, complementou o gestor, lembrando que a unidade prisional, com capacidade máxima para 400 presos, abriga, atualmente, 1.200 detentos.

Para não deixar dúvidas do seu apoio, o prefeito de Limoeiro ainda enumerou algumas ações do Governo do Estado na cidade, a exemplo da decisão política de construir uma escola técnica, a instalação de uma Academia das Cidades e a reforma de uma escola estadual. “Não fosse o governador, eu não teria nada para inaugurar neste primeiro ano de governo”, comemora.

2 comentários:

Anônimo disse...

PROCESSO: AIJE Nº 346236 - Ação de Investigação Judicial Eleitoral UF: PE
Nº ÚNICO: 346236.2010.617.0000
MUNICÍPIO: LIMOEIRO - PE
PROTOCOLO: 460612010 - 09/09/2010 14:30
REPRESENTANTE(S):
ADVOGADA: REPRESENTADO(S): RICARDO TEOBALDO CAVALCANTI, prefeito de Limoeiro
REPRESENTADO(S): JOSÉ HUMBERTO DE MOURA CAVALCANTI (ZÉ HUMBERTO), candidato a Deputado Estadual
REPRESENTADO(S): SEVERINO SÉRGIO ESTELITA GUERRA, candidato a Deputado Federal
RELATOR(A): DESEMBARGADOR ELEITORAL SAULO FABIANNE DE MELO FERREIRA
ASSUNTO: AÇÃO DE INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL - ABUSO - DE PODER DE ECONÔMICO - DE PODER POLÍTICO / AUTORIDADE - PEDIDO DE CASSAÇÃO/PERDA DE MANDATO ELETIVO - PEDIDO DE CASSAÇÃO DE REGISTRO
É por essa razão que o prefeito de Limoeiro Ricardo Teobaldo anda buscando apoio do Governador e de outros políticos.
Mais tudo não passa de esquema para tentar livrar a sua cara de uma CASSAÇÃO

A Voz do disse...

PROCESSO T.C. Nº 1006473-4  
DESTAQUE ORIUNDO DO ATENDIMENTO À COTA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS Nº 166/2010, EMITIDA NOS AUTOS DO PROCESSO DE DENÚNCIA TC Nº 1000169-4  
INTERESSADOS: Srs. RICARDO TEOBALDO CAVALCANTI, MARCO ANTONIO DA COSTA BARBOSA, ANA CARMELLE DA SILVA ARRUDA, DOMINGOS SÁVIO DO RÊGO RODRIGUES  
ADVOGADOS: Drs. MÁRCIO JOSÉ ALVES DE SOUZA – OAB/PE Nº 5.786, CARLOS HENRIQUE VIEIRA DE ANDRADA – OAB/PE Nº 12.135, AMARO ALVES DE SOUZA NETTO - OAB/PE Nº 26.082, DIMITRI DE LIMA VASCONCELOS – OAB/PE Nº 23.536, EDSON MONTEIRO VERA CRUZ FILHO – OAB/PE Nº 26.183, EDUARDO DILETIERE COSTA CAMPOS TORRES – OAB/PE Nº 26.760  
RELATORA: CONSELHEIRA TERESA DUERE  
ÓRGÃO JULGADOR: TRIBUNAL PLENO  
DECISÃO T.C. Nº 0046/11  
Decidiu o Tribunal de Contas do Estado, à unanimidade, em sessão ordinária realizada no dia 12 de janeiro de 2011,
CONSIDERANDO: que, nos termos do artigo 3º da Resolução nº 007/2006, serão instaurados processos de destaque visando à adoção de medidas cautelares e à representação à autoridade competente;
CONSIDERANDO: os termos do Relatório Preliminar de Auditoria;
CONSIDERANDO: que os autos estão carreados de indícios da prática de atos contrários às regras de nossa Magna Carta, o que exige a ciência dos fatos e o encaminhamento dos autos ao Ministério Público Estadual;
CONSIDERANDO: a urgência e relevância dos fatos e a consistência dos documentos comprobatórios juntados aos autos pela equipe de auditoria;
CONSIDERANDO: o disposto nos artigos 70 e 71, inciso II, combinados com o artigo 75, da Constituição Federal e no artigo 41 da Lei Estadual nº 12.600/2004 (Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco),
Pelo encaminhamento dos autos ao Ministério Público de Contas para que este represente ao Ministério Público do Estado de Pernambuco.
MOL/RL    
ESTADO DE PERNAMBUCO  
TRIBUNAL DE CONTAS 
O TRIBUNAL DE CONTAS CONDENOU RICARDO TEOBALDO POR FRAUDE NA LICITAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR