Pernambuco investirá R$ 1,3 bilhão em mobilidade urbana até 2014

quinta-feira, 15 de outubro de 2009 |

Ampliação do metrô nos dois sentidos e duplicação da BR-408 estão nos planos para a Copa

Foto: Delfim Martins

 

A doze dias da abertura da licitação da Cidade da Copa, em São Lourenço da Mata, na Grande Recife – que contempla o estádio do Mundial 2014 e empreendimentos imobiliários – a capital pernambucana vive não só a expectativa de ter uma super-arena nos moldes da Fifa, mas principalmente a de desenvolver projetos de mobilidade urbana.

Há cerca de um mês, em reunião de representantes do Recife com o Ministério das Cidades, ficou definido que a cidade receberá investimentos de até R$ 1,3 bilhão em transportes, principalmente no de uso coletivo no sentido norte-sul da região metropolitana.

Atualmente, o setor de transportes de Pernambuco vive um momento ímpar. A ampliação do metrô nos sentidos centro-sul e centro-oeste e a construção de uma nova estação no final da linha oeste – a aproximadamente 1 km do novo estádio – permitirá ao turista chegar rapidamente ao aeroporto.

Segundo o secretário da Casa Civil de Pernambuco e coordenador do Comitê da Copa do Recife, Ricardo Leitão, o maior déficit na infraestrutura de mobilidade urbana da cidade diz respeito à falta de trens e vagões para que as ações referentes ao metrô sejam executadas. Pensando nisso, a comitiva pernambucana solicitou a CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) 15 trens, de quatro vagões cada.

“Os investimentos não se resumem apenas ao metrô. Algumas obras do PAC em prol da Copa estão em andamento, como é o caso da duplicação da BR-408 (obra orçada em R$ 250 milhões), pista que passa ao lado do terreno em que será construída a Cidade da Copa”, concluiu Leitão.

 

Com informações do Portal da Copa 2014

0 comentários: