Inclusão Digital para os jovens do campo no município de Lagoa de Itaenga

quarta-feira, 10 de março de 2010 |

Por Simone Santos

Fala-se muito em políticas públicas, mas poucas delas chegam ao acesso de todos no nosso Brasil. Em especial quando tratamos das juventudes, público desprovido de ações e políticas públicas que garantam direitos e acesso a estruturas básicas de qualidade de vida, como o acesso a educação de qualidade, saúde, entretenimento e lazer, qualificação profissional e geração de emprego e renda.

Apesar de nos últimos anos o governo incentivar gradativamente a necessidade da efetivação de políticas eficientes para as juventudes, os resultados ainda são tímidos. E quando tratamos da juventude do campo, multiplica-se o grau de dificuldade, principalmente porque é uma juventude desvalorizada por ser do campo, por aprender na escola que a agricultura não tem futuro e que é preciso sair da zona rural para ser alguém na vida. Desta forma, multiplica-se o sistema opressor de desvalorização do ser humano, ocasionando uma baixa auto-estima dos jovens do campo.

Mediante ausência no município e na região de acesso a Inclusão Digital, especificamente para o jovem do campo, o Conselho de Desenvolvimento Rural do município vêm somando esforços no sentido de buscar alternativas de permanência do homem no campo, em especial o dos jovens que tem evadido para as grandes capitais em busca de oportunidades de trabalho e melhores condições de vida.

Dessa forma, o Conselho de Desenvolvimento Rural em parceria com a Casa das Juventudes do município irá proporcionar Curso de Informática Básica aos jovens que não tiveram acesso a computador e internet. Inicialmente serão ofertadas 20 vagas para jovens de 16 a 29 anos de 10 comunidades rurais do município. As inscrições foram feitas pelas associações. O Curso terá a duração de 06 meses e acontecerá duas vezes por semana, no horário da tarde. Pedro Epifânio, Presidente do Conselho de Desenvolvimento, comenta que as aulas serão alternadas, uma hora e meia de informática e uma hora e meia de Formação Política.

Janaína Félix, uma das Coordenadoras da Casa das juventudes, diz: o ideal seria disponibilizar mais vagas para aulas de informática, pois a demanda é muito grande e, no entanto o espaço do Tele centro é muito limitado, e só temos 08 computadores disponíveis. Mas essa já é uma forma de buscar alternativas e parcerias para viabilizar outras vagas, em outro momento. Ainda enfatiza que apesar de existirem outros Tele centros no município, a exemplo do JVB, e Escola Tristão Ferreira Bessa não é suficiente para atender a demanda.

A aula inaugural do Curso de Informática Básica aconteceu nesta segunda feira dia 08 de Março de 2010 na Casa das Juventudes. Na ocasião estavam presente representação das diversas comunidades rurais do município: Arrombados, Marrecos, Imbé, Camboa, entre outras. Os jovens que irão fazer o curso, o Conselho de Desenvolvimento, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, o IPA, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Juventudes, a Diretoria do Serta, o Giral, os Agentes de Desenvolvimento do Esporte, a Rádio Comunitária e representantes do Poder Legislativo: Luiz Pedro, Marli de Biró e Genival da Pan Lanche foram prestigiar o evento.

È importante frisar a necessidade de ampliação da Casa das Juventudes, considerando que o município tem uma população juvenil residente bastante significativa. Segundo dados do IBGE/DATASUS - ano 2007 o município contava com uma população juvenil de 15 a 29 anos de 7.135 jovens. È um quantitativo expressivo, e é preciso ter um olhar especial sobre este público, pois é ele que está à procura de trabalho, de qualificação profissional e ao mesmo tempo a mercê do que a sociedade e a vida os oferecem e se não dermos esta atenção especial, a cada dia teremos jovens e mais jovens movidos para outras forças que não serão produtivas a sociedade.

A Casa das Juventudes em Lagoa de Itaenga existe desde Abril de 2008, ela integra esforços de implantação das políticas públicas das juventudes no município. È fruto do esforço das entidades da Sociedade Civil do município e do Território da Bacia do Goitá. A Casa das Juventudes hoje é uma ação executada pelo Serta, em parceria com o Giral, AJI, Geração Futuro e conta com o apoio da Prefeitura Municipal.
As entidades da Sociedade Civil veem fazendo articulação com o Governo do Estado para ampliar e fortalecer a Casa das juventudes. A proposta da Secretaria Estadual de Juventude é que apartir do mês de maio o Estado estará firmando convênio com o município para ampliar e fortalecer a Casa das Juventudes.

1 comentários:

皮膚 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.