Servidores da Saúde paralisam atividades nesta quinta

quarta-feira, 29 de abril de 2009 |

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Pernambuco (Sindsaude) promove mais uma paralisação de advertência por 24 horas, da 7h da manhã desta quinta-feira (30) até às 7h da manhã do dia seguinte (1), definida em assembléia no dia 16 de abril. Serão garantidos os atendimentos nas emergências e urgências com 30% do quadro de funcionários. Nos ambulatórios, serão atendidos pacientes com queimaduras e problemas de curativos vasculares e a entrega de remédios essenciais. Às 8h30, haverá assembléia no auditório do Hospital da Restauração, no Derby, para definir os rumos do movimento. Outra paralisação está prevista para o dia 06 de maio.

A expectativa é que 10 mil funcionários, entre analistas em saúde (enfermeiros, fisioterapeutas e assistentes sociais), técnicos e auxiliares em enfermagem, agentes administrativos e auxiliares em saúde cruzem os braços nas unidades do Recife, Região Metropolitana e interior do Estado. A categoria reivindica uma resposta do governo do Estado para a pauta de reajuste salarial e melhores condições de trabalho encaminhada desde janeiro para o Executivo. "A data-base (limite) para termos uma definição é 1 de junho, mas precisamos negociar isso antes, mas até o momento o governo não deu nenhum posicionamento e ainda precisaremos trazer a proposta do executivo para a categoria votar", disse a coordenadora-geral do Sindsaúde-PE, Perpétua Rodrigues.

Atualmente, o salário-base do servidor de nível elementar é R$ 415; de nível médio, R$ 520; e nível superior, R$ 1.170. A proposta do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde) é que os salários passem para R$ 919; R$ 1.180; e R$ 2.299, respectivamente.

Consórcios - Nesta quarta-feira (29), o Sindsaúde-PE entra com pedido de esclarecimento no Conselho Estadual de Saúde de Pernambuco sobre o termo de compromisso para a criação do Consórcio Intermunicipal do Sertão do Araripe assinado pelo governador Eduardo Campos, na última sexta-feira (24), com 13 municípios. Com o termo, o Estado repassa a administração das unidades do Sertão do Araripe para os municípios e continuará apenas repassando recursos.
As cidades que participam do acordo são: Afrânio, Araripina, Bodocó, Dormentes, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade. Segundo o governo, mais oito consórcios deverão ser criados em Pernambuco.

Com infomações da Assessoria de Imprensa do Sindicato.

0 comentários: