Passagem do governador do Timbaúba foi marcada pela desorganização

sábado, 22 de agosto de 2009 |

Do Blog do Brito

Pela importância da notícia que daria nesta sexta-feira aos timbaubenses (a instalação de uma fábrica de fios de poliéster), tudo levava a crer que a passagem do governador Eduardo Campos pelo município atrairia uma grande multidão.
Afinal, ele foi vitorioso lá em 2006, o prefeito Marinaldo Rosendo é filiado ao PSB e o “arraesismo” está consolidado na maioria dos municípios daquela região.
Nada obstante, a assessoria política do prefeito não avaliou corretamente a dimensão econômica desta obra e não mobilizou o povo como deveria.
O governador falou para poucas pessoas, em frente ao prédio da prefeitura, e de lá seguiu para um almoço na chácara de propriedade do prefeito.
Além disso, Marinaldo tem um caso mal resolvido com o seu próprio partido. Em 2006 apoiou Raul Henry (PMDB) para deputado federal (deu-lhe mais de 10 mil votos) e Maviael Cavalcanti (DEM) para deputado estadual.
Em 2010, havia a expectativa de que fosse apoiar Aluísio Lessa (PSB).

0 comentários: