05 de Março – Sexta feira

quinta-feira, 4 de março de 2010 |

  • 05 de Março, 6ª feira

Aconteceu

1770: No que ficou conhecido como ‘Massacre de Boston’ cinco norte-americanos eram mortos por tropas britânicas em um incidente que daria início à Guerra da Independência dos EUA cinco anos mais tarde.

1827: morriam o astrônomo francês Pierre Laplace e o físico italiano Alessandro Volta.
1879: Jerônimo Sodré propunha na Câmara a “Abolição, já!”, deflagrando a campanha abolicionista.

1912: Forças italianas usavam pela primeira vez dirigíveis para fins militares, utilizando-os para missões de reconhecimento aéreo por detrás das linhas turcas.

1922: estreia do filme "Nosferatu", do cineasta alemão W.Murnau.
1932: 1ª Festa da Uva de Caxias do Sul (RS).

1933: O Partido Nazista conquistava 44 % dos votos nas eleições parlamentaristas na Alemanha.

1933: Grande Depressão: Presidente Franklin D. Roosevelt declara "feriado bancário", fechando todos os bancos estado-unidenses e congelando todas as transações financeiras.

1936: Luiz Carlos Prestes e Olga Benário eram presos no RJ.
1945: 2ª Guerra Mundial - a FEB ocupava Castelnuovo.
1946: Churchill discursava contra a “Cortina de Ferro” e dava início à Guerra Fria.

1948: a UNE formava a Comissão Estudantil de Defesa do Petróleo, que criaria o lema “O Petróleo é Nosso”.

1953: morria Joseph Stalin, dirigente máximo da URSS de 1922 a 1953.
1961: Pelé, jogando pelo Santos, driblava sete jogadores do Fluminense e marcava o primeiro "gol de placa" do Maracanã, homenagem aos gols mais bonitos da história do estádio.
1968: o Corinthians quebrava o tabu de quase 11 anos sem vencer o Santos de Pelé, com uma vitória por 2 a 0, com gols de Paulo Borges e Flávio.

1970: Entrada em vigor do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, após ser ratificado por 43 países.
1974: Na Guerra do Yom Kippur, forças israelenses se retiravam da margem ocidental do Canal de Suez.
1979: inaugurado o metrô do RJ.

1982: morria o cantor e comediante norte-americano John Belushi.

1998: anúncio da Nasa informava que a sonda lunar Prospector detectara a existência de água gelada nos pólos da Lua.

2004: morria Jorginho Guinle. Milionário - a família fez fortuna no setor de construção de estradas de ferro -; "playboy" internacional; íntimo de várias estrelas de Hollywood nos anos 50 e escritor, autor de "Jazz Panorama" - primeiro livro sobre jazz escrito no Brasil.

Frase: "Vivi demais. Achei que ia viver 80 anos. Tô com 87. Me ferrei!"

Nasciam nesse dia...

Dois grandes nomes das artes nasciam num dia como hoje: o pintor Cícero Dias (1907-2003), o último modernista, e o músico, maestro e compositor Villa-Lobos (1887-1959).

 

 

 

Rosa Luxemburgo

(1871-1919), filósofa marxista e militante revolucionária polonesa de origem judaica.

 

Tornou-se, em 1897, uma das primeiras mulheres a concluir o curso de doutorado em ciências políticas e foi assassinada brutalmente por lutar pelas suas idéias.
Patativa do Assaré (1909-2002), seu nome: Antônio Gonçalves da Silva, poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro. Uma das principais figuras da poesia oral nordestina do século XX.

Pier Paolo Pasolini (1922-1975), cineasta, um dos grandes nomes do cinema italiano e conhecido ativista político;

Chu En-Lai (1898-1976), político chinês e primeiro-ministro da República Popular da China.

Astral do Dia (por Elmer Baumgratz*)

Tudo o que for dito hoje terá seu peso redobrado, portanto cuidado com palavras proferidas impensadamente e com respostas atravessadas. O céu não inspira a diplomacia e nós, aqui na Terra, teremos que nos redobrar para manter o equilíbrio nas relações. Há uma tendência para se levar tudo a ferro e fogo. Reuniões de negócios ou acordos não terão muito sucesso, se possível, é melhor adiar estes eventos. A intensidade deste dia pode ser muito bem aproveitada para uma profunda análise pessoal ou para trabalhos de pesquisa e de investigação.

Pontos Fortes: Profundidade – Observação – Eliminação.

Pontos Fracos: Obstinação – Indiscrição – Eliminação.

*Elmer Baumgratz é Diretor da AstroBrasil.

É astrólogo com Extensão Universitária em Astrologia Empresarial Aplicada para Gestão de Pessoas, e dá cursos na Regulus, escola de Astrologia em São Paulo.

Tel: 11 9533.4719


5 de março: em 1887 nascia Heitor Villa-Lobos, o mais importante músico erudito do país.
Vinte anos depois, no Recife, era chegada a vez do artista plástico Cícero Dias, considerado "o último dos modernistas"

Heitor Villa-Lobos, um pioneiro do marketing pessoal, tinha uma visão onírica e afirmativa de seu País: "Sim, sou brasileiro e bem brasileiro. Na minha música, deixo cantar os rios e os mares deste grande País. Não ponho breque nem freios, nem mordaça na exuberância tropical de nossas florestas e nossos céus, que transponho intuitivamente para tudo que escrevo", afirmou, certa vez.

Já o pintor Cícero Dias, pouco antes de morrer, apontou para o mar da praia de Boa Viagem, em Recife, e disse: "Minha pintura tem os verdes dele e dos canaviais de Pernambuco. Tenho a influência poética das águas".

Dois artistas, dois brasileiros. Villa-Lobos, na maturidade, chegou a secretário de Educação Musical no governo de Getúlio Vargas, quando tornou obrigatório o ensino de música nas escolas.
Cícero Dias foi morar em Paris, em 1937, fugindo de Getúlio e seu implacável Estado Novo...

O auge da criatividade de Villa-Lobos aconteceu na década de 30, quando compôs as Bachianas brasileiras, suítes para diversas combinações de instrumentos que expressam a afinidade entre Johann Sebastian Bach (1685-1750) e procedimentos melódicos e harmônicos da música popular instrumental brasileira, segundo o autor. Em 1931, ao excursionar por 54 cidades do interior paulista, inspirou-se para compor o Trenzinho caipira, outra peça antológica.

Cícero Dias, considerado um dos traços mais líricos e livres da arte brasileira, era elogiado por intelectuais como Mário de Andrade até o gênio da pintura Picasso. Para o sociólogo Gilberto Freyre, havia na obra do artista a síntese do universal e do regional.

"Há em Cícero Dias, como em Pablo Picasso, além de um artista, um homem com raízes que vão ao fundo de terras e de passados regionais. Essas raízes prendem de modo particularmente amoroso cada um deles a uma terra e a um povo, sem o tornarem incapaz de se comunicar, como artista e como homem, através de Paris, com outros povos e com outras terras", escreveu nos anos 60 o autor de "Casa Grande & Senzala", cuja primeira edição foi ilustrada por Dias.

Menino com Caju e Recife ao fundo

70 x 63 cm / óleo sobre tela

década 70

O músico Heitor Villa-Lobos, carioca de Laranjeiras, morreu de câncer na bexiga, em 1959. O artista plástico Cícero Dias, natural de Jundiá, em Pernambuco, foi o último dos grandes nomes da vanguarda tupiniquim - morreu no dia 28 de janeiro de 2003, em Paris, aos 95 anos, de falência múltipla dos órgãos.

Primeiro Programa

 

Manchetes do Dia

 

Folha de Pernambuco

Médico é indiciado por Homícidio

Caso Alemã: Italiano trás revelações

Diário de Pernambuco

Quebra de sigilo // Juíza bloqueia bens do casal Garotinho

Bancos já antecipam restituição do IR

Jornal do Comércio

Câmara aprova processo de impeachment contra Arruda

Reforço: Sport apresenta o meia Odair

0 comentários: