Urucum é tema de encontro em Glória do Goitá

terça-feira, 16 de março de 2010 |

Na próxima quarta-feira (17), a Secretaria Estadual de Desenvolvimento e Articulação Regional, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Zona da Mata (PROMATA), promove encontro de agricultores em Glória do Goitá. Intitulado como “I Encontro dos Produtores de Urucum da Zona da Mata de Pernambuco”, o evento acontece no auditório do Serviço de Tecnologia Alternativa (Serta), das 8h às 12h.

Com foco no incentivo à produção do urucum, o encontro vai repassar aos agricultores da região as novidades sobre a cultura. A primeira palestra será sobre agronegócio, com o pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Camilo Flamarion. Em seguida, o professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Wagner Eduardo da Silva, levará à discussão a utilização do urucum no tratamento de doenças como colesterol e câncer.

Na Zona da Mata pernambucana, o PROMATA atua capacitando e mobilizando agricultores na produção de mudas e na comercialização do urucum. Segundo o gestor do projeto, Horácio Morais, a meta é prestar assistência técnica aos produtores para, desta forma, implantar 200 hectares plantados da cultura. “As sementes que estamos plantando são de alta qualidade. Uma das grandes vantagens do urucum é que ele pode ser cultivado em conjunto com outras culturas, sem nenhum tipo de perda”, explicou o técnico.

Urucum - A semente de urucum é comumente utilizada na culinária brasileira como condimento ou substituto de corantes artificiais nas indústrias de alimentos. Também é usado como pigmento para fabricação de tintas, protetor solar e tem, ainda, grande aplicação em cosméticos. O fruto, após a extração da semente, não é desperdiçado. Pode ser útil na alimentação animal e como adubo orgânico.


0 comentários: