PROMATA lança projeto Caminhos da Produção

Primeira ação será realizada no município de Glória do Goitá, na Mata Norte

A iniciativa está focada na melhoria da infraestrutura das localidades rurais da Zona da Mata, executando obras de reparo em diversos trechos de estradas. Como o próprio nome do projeto define, o objetivo principal é facilitar o escoamento da produção, garantindo ainda o acesso da população local aos equipamentos públicos de educação e saúde. São prioritariamente atendidas as famílias de beneficiários dos arranjos produtivos fomentados pelo PROMATA e seus parceiros. Entre as ações incluídas no projeto Caminhos da Produção, estão melhoramentos nas estradas vicinais, passagens molhadas, recuperação de açudes e pequenas barragens para irrigação, além da escavação de tanques para piscicultura. Ao todo, mais de 200 localidades serão atendidas.

Este trabalho do Governo de Pernambuco foi viabilizado por uma ação integrada do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Zona da Mata, PROMATA, vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), em parceria com o Instituto Agronômico de Pernambuco, IPA, ligado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (Sara). O evento que marca o lançamento do projeto acontece nesta terça-feira, dia 7 de julho, às 10 horas, em frente à Prefeitura de Glória do Goitá, primeiro município beneficiado na Mata Norte – lá, 19 localidades rurais participam do projeto.

De acordo com o secretário executivo de Captação de Recursos e Acompanhamento de Programas, da Seplag, e Gerente Geral do PROMATA, Antonio Barbosa, para mapear os pontos que serão trabalhados em cada município, equipes dos Núcleos de Articulação e Fomento (NAF), do IPA e PROMATA realizaram um levantamento, junto aos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural e Sustentável da região, identificando prioridades. “Na comunidade que vai receber o projeto de trafegabilidade, devem residir famílias beneficiadas por um dos arranjos de diversificação econômica do PROMATA”, explicou o gerente acrescentando que este foi um dos critérios de seleção. Além disso, o local a trabalhar precisa ser importante para o escoamento da produção, além de facilitar o acesso dos moradores a escolas e postos de saúde e contribuir com a infraestrutura produtiva dos agricultores de base familiar.

Esta ação também conta com a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI)-PE, da Secretaria da Mulher e da Secretaria Especial de Juventude e emprego (por meio da Agência do Trabalho), tornando possível a capacitação de 120 trabalhadores rurais da Zona da Mata na operação de máquinas (patrulhas mecanizadas como as que serão utilizadas na ação). Numa ação pioneira no Brasil, também participaram do curso 30 mulheres da região, agora habilitadas para manuseio de máquinas pesadas. Do total de trabalhadores treinados, 90 foram escolhidos para mais um curso de aperfeiçoamento, já nas áreas beneficiadas. No final do processo, cerca de 30 pessoas serão contratadas para operação dos equipamentos.

Investimentos – Dentro dos objetivos estratégicos dedicados a Implantar empreendimentos estruturadores e fortalecer as cadeias e arranjos produtivos; e Aumentar e qualificar a infraestrutura para o desenvolvimento (que faz parte do Mapa da Estratégia do Governo de Pernambuco, o PROMATA adquiriu três patrulhas mecanizadas compostas por motoniveladora, caminhão de lubrificação e abastecimento, caminhão de transporte de máquina, carro pipa, rolo compactador, caminhão basculhante, escavadeira hidráulica e retroescavadeira. O investimento total feito pelo Programa foi de mais de R$ 14 milhões – entre a aquisição de equipamentos (R$ 4.845.300,00), capacitação de operadores (R$ 1,5 milhão) e a execução de mais de 380 pontos críticos, já em andamento (R$ 7.747.331,14).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.